O Serviço Social é política pública, e o Assistente Social seu efetivador!

É uma profissão de caráter sócio-político, crítico e interventivo, que se utiliza de instrumental científico multidisciplinar das Ciências Humanas e Sociais para análise e intervenção nas diversas refrações da “questão social”, isto é, no conjunto de desigualdades que se originam do antagonismo entre a socialização da produção e a apropriação privada dos frutos do trabalho .Inserido nas mais diversas áreas (saúde, habitação, lazer, assistência, justiça, previdência, educação, etc) com papel de planejar, gerenciar, administrar, executar e assessorar políticas, programas e serviços sociais.



O Assistente Social efetiva sua intervenção nas relações entre os homens no cotidiano da vida social, por meio de uma ação global de cunho sócio-educativo ou socializadora e de prestação de serviços.Está capacitado, sob o ponto de vista teórico, político e técnico, a investigar, formular, gerir, executar, avaliar, e monitorar políticas sociais, programas e projetos nas áreas de saúde, educação, assistência e previdência social, empresas, habitação, etc. Realiza consultorias, assessorias, capacitação, treinamento e gerenciamento de recursos; favorece o acesso da população usuária aos direitos sociais; e trabalha em instituições públicas, privadas, em organizações não governamentais e junto aos movimentos populares.



segunda-feira, 15 de junho de 2009

Participação Efetiva - Seminário " interpretando o Estatuto da Criança e Adolescente" - Dr. Edson e Ed Sêda.


Da esquerda para a direita: Eloísa Padilha, Dr. Edson Sêda, Vereadora Gláucia Berenice, Delvita Pereira (Pres. Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ribeirão Preto), Josiane Gomes e Célia Moura.


Alunos do Curso de Serviço Social-Pólo Lafaiete ,participaram no dia 07 de maio de 2009 na cidade de Ribeirão Preto do seminário “Interpretando o Estatuto da Criança e do Adolescente”, sendo ministrado pelo Dr. Edson Seda (consultor jurídico, Educador, Membro da comissão redatora do Estatuto da Criança e do Adolescente e Consultor da UNICEF na América Latina) e Ed Sêda (Antropólogo), sendo este promovido e organizado pelo Conselho Tutelar de Ribeirão Preto e pelo Conselho Municipal da Criança e do Adolescente da cidade.
Em suas palavras, a Vereadora Gláucia Berenice (também Assistente Social), enfatizou o pouco avanço, pouca mudança na realidade de Ribeirão Preto, que hoje, sofre cronicamente da falta de políticas públicas, destacando que é preciso olhar para si e para as Instituições, e desta forma efetivar as mudanças necessárias.

O objetivo do seminário foi ressaltar sobre a importância da reciclagem nos atendimentos do Conselho Tutelar, das verdadeiras atribuições deste órgão e a diferença das leis que regem as funções do Conselho Tutelar (lei nº 8069/90) e da Assistência Social (lei nº 8662/93).


" A Assistência Social é Política Pública. É preciso que os Assistentes Sociais defendam-se como profissionais, e não permitam de forma alguma que sua função seja usurpada por outros. Honra e glória para estes profissionais para que possam colocar as coisas em seus devidos lugares" .
Dr. Edson Sêda
Abraços,
Josiane Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Este espaço é democrático - FAÇA SEU COMENTÁRIO "