O Serviço Social é política pública, e o Assistente Social seu efetivador!

É uma profissão de caráter sócio-político, crítico e interventivo, que se utiliza de instrumental científico multidisciplinar das Ciências Humanas e Sociais para análise e intervenção nas diversas refrações da “questão social”, isto é, no conjunto de desigualdades que se originam do antagonismo entre a socialização da produção e a apropriação privada dos frutos do trabalho .Inserido nas mais diversas áreas (saúde, habitação, lazer, assistência, justiça, previdência, educação, etc) com papel de planejar, gerenciar, administrar, executar e assessorar políticas, programas e serviços sociais.



O Assistente Social efetiva sua intervenção nas relações entre os homens no cotidiano da vida social, por meio de uma ação global de cunho sócio-educativo ou socializadora e de prestação de serviços.Está capacitado, sob o ponto de vista teórico, político e técnico, a investigar, formular, gerir, executar, avaliar, e monitorar políticas sociais, programas e projetos nas áreas de saúde, educação, assistência e previdência social, empresas, habitação, etc. Realiza consultorias, assessorias, capacitação, treinamento e gerenciamento de recursos; favorece o acesso da população usuária aos direitos sociais; e trabalha em instituições públicas, privadas, em organizações não governamentais e junto aos movimentos populares.



quarta-feira, 29 de julho de 2009

Mundo Livre: Sociedade do Consumo

Josiane Gomes


Atualmente, uma pessoa que quer comprar um tênis e não dispõe de recursos poder ser considerado LIVRE? É LIVRE um homem que procura trabalho e não consegue? Será que Liberdade é poder comprar tudo o que se quer? A pessoa que deseja comprar tudo o que deseja é Escrava do consumo? A noção de Liberdade dos escravos do Brasil no século XII era a mesma noção de liberdade que temos hoje?
Buscando responder aos questionamentos acima, feitos pela Professora Karen Bortoloti ( Formação Histórica e Social Contemporânea), cheguei a seguinte conclusão:
Vivemos em um mundo conhecido por neoliberal. Mundo Livre: Sociedade do Consumo. Lucros & Lucros S/A (como li em um texto).
O mercado é livre para guerrear pelo nosso poder aquisitivo, estes sim são livres para explorar, dominar, poluir. Este mercado quer a mim, a você e o nosso desejo de consumir. Compre agora!...Compre agora mesmo!...Compre e concorra à casa dos seus sonhos!...Ligue e ganhe mais um kit para o seu emagrecimento!...Somos moralmente bombardeados por todos os lados.
Deveríamos ser livres, só que nossa liberdade é para escolher o modelo do celular ( de preferência o último lançamento). O carro que vamos comprar (não interessa em quantas parcelas). A roupa que vamos sair (tem que estar na moda). O sapato que calçamos. Até aquele alimento que é mais saudável, como foi informado naquele programa de domingo à noite. Bem, mas só podemos comprar aquilo que o nosso dineiro pode pagar. Podemos até desejar, é o que esperam de nós, mas se não temos dinheiro, não levamos. Essa é a sensação de liberdade?
LIBERDADE significa autonomia, ou seja, a faculdade dos indivíduos disporem de si próprios.Isto implica, naturalmente a ausência de todo e qualquer constrangimento físico ou moral.
Atualmente estamos nos desumanizando. A liberdade não se troca, não se compra nem se vende, e não pode ser imposta ou concedida, como ocorreu com os escravos no Brasil, e continua acontecendo com todos os cidadãos. Ela é parte integrante de cada indivíduo. Cada um tem a necessidade de afirmar a sua liberdade, a qual, socialmente, vê refletida na liberdade dos outros. A liberdade só é possível entre iguais. É impossível existirem homens e mulheres livres num mundo baseado na hierarquia e na opressão. A liberdade de cada um de nós não é um fato individual, é um produto coletivo.
Isoldados e submetidos à propaganda dos meios de incomunicação de massas, socializados através da TV, assistimos impotentes à destruição da nossa individualidade. Os poderes que controlam a sociedade em que sobrevivemos tratam de nos subjugar através de métodos que chegam a ser delirantes, chegando à insolência de nos proporem a liberdade em troca da compra de mercadoria.
Analisando a vida que levamos hoje, percebo que cada vez mais somos obrigados a fazer escolhas que custão nossa liberdade. Dentro de uma sociedade cheia de regras e costumes que pouco nos adiciona, temos que trabalhar cada vez mais, nos tornando cada vez mais alienados...Cada vez mais grades nas casas, muros mais altos, cercas elétricas e etc...!
Não somos totalmente livres, somos presos à valores, preconceitos, preceitos, necessidades, hábitos, desejos...Talvez em nossos pensamentos possamos ser livres! Quem sabe...
Sorrisos 1.000 pra vcs!
























Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Este espaço é democrático - FAÇA SEU COMENTÁRIO "