O Serviço Social é política pública, e o Assistente Social seu efetivador!

É uma profissão de caráter sócio-político, crítico e interventivo, que se utiliza de instrumental científico multidisciplinar das Ciências Humanas e Sociais para análise e intervenção nas diversas refrações da “questão social”, isto é, no conjunto de desigualdades que se originam do antagonismo entre a socialização da produção e a apropriação privada dos frutos do trabalho .Inserido nas mais diversas áreas (saúde, habitação, lazer, assistência, justiça, previdência, educação, etc) com papel de planejar, gerenciar, administrar, executar e assessorar políticas, programas e serviços sociais.



O Assistente Social efetiva sua intervenção nas relações entre os homens no cotidiano da vida social, por meio de uma ação global de cunho sócio-educativo ou socializadora e de prestação de serviços.Está capacitado, sob o ponto de vista teórico, político e técnico, a investigar, formular, gerir, executar, avaliar, e monitorar políticas sociais, programas e projetos nas áreas de saúde, educação, assistência e previdência social, empresas, habitação, etc. Realiza consultorias, assessorias, capacitação, treinamento e gerenciamento de recursos; favorece o acesso da população usuária aos direitos sociais; e trabalha em instituições públicas, privadas, em organizações não governamentais e junto aos movimentos populares.



sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Eu também CANSEI!

Silêncio por favor!

Josiane Gomes



Esta semana recebi um e-mail que trazia slides sobre um Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros, organizado pela Ordem dos Advogados do Brasil – Secção de São Paulo, convocando a todos nós, cidadãos brasileiros, para no dia 17 de agosto, segunda-feira próxima, protestarmos através do rito “um minuto de silêncio”, nossa indignação em relação aos problemas sociais que acumulamos.
Os slides apresentam diferentes pessoas nos representando como cidadãos, expressando suas indignações através de frases em cartazes.
O conteúdo:
CANSEI...
- DE GENTE QUE SÓ QUER LEVAR VANTAGEM;
- DO GOVERNO PARALELO DOS TRAFICANTES;
- DE PAGAR TANTOS IMPOSTOS;
- DE IMPUNIDADE;
- DE TANTA BUROCRACIA;
- DO CAOS AÉREO;
- DE CPI QUE NÃO DÁ EM NADA;
- DE CRIANÇAS NA RUA E NÃO NAS ESCOLAS;
- DE PRESIDIÁRIOS FALANDO NO CELULAR;
- DE VER O TRAFICANTE FECHANDO O COMÉRCIO;
- DE EMPRESÁRIOS CORRUPTORES;
- DE TER MEDO DE PARAR NO SINAL;
- DE BALA PERDIDA;
- DE TANTA CORRUPÇÃO;
- DE ACHAR QUE TUDO ISSO É NORMAL;
- DE NÃO FAZER NADA.

Se você já cansou de tudo isso
Mostre sua indignação pelo Brasil
Faça 1 minuto de silêncio
Dia 17 de agosto às 13h00

Ordem dos Advogados do Brasil – Secção de São Paulo
http://www.cansei.com.br/

Faça o que for necessário para não cair em ruína o seu trono, mesmo que seja censurado”, advertia Maquiavel.
Aqui permeia-se a ética onde o fim justifica os meios. Aos governantes tudo será permitido e concedido. Aos cidadãos... UM MINUTO DE SILÊNCIO!
Tudo isso porque estamos “desgovernados”, perdendo a rédeas do Estado, da moral, tornando-nos cúmplices e negligentes com a falta de Ética em nossa nação.
No dia 17 de agosto, completará 1 mês do último acidente aéreo com a empresa TAM. Após a tragédia promovemos uma comoção nacional, e graças a nossa curta memória (na verdade quero dizer falta de responsabilidade e comprometimento com nossos direitos e deveres), em 30 dias esqueceremos tudo!
Então, faço aqui meu desabafo:
Eu também cansei das pessoas reclamarem de tudo e ainda pedirem 1 minuto de silêncio como se isso fosse mudar alguma coisa. Silêncio por silêncio já o fazemos há séculos...
Para mudar algo é preciso atitude, e atitude é ação efetiva.
Como cidadã, sinto-me envergonhada por ver a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo (muitas Secções não aderiram ao movimento) engajando-se em MOVIMENTOS como este, porque disso já estamos cansados também!
Aos que aderirem ao movimento: Aproveitem o silêncio para refletir sua conduta como cidadão!

***Ahhh o site do Movimento Cansei, esta fora do ar e o vídeo disponível no YouTube foi retirado.


Para acrescentar...
Origem do rito: “um minuto de silêncio”
Tal rito é observado como um gesto de luto por uma pessoa ilustre. São várias as versões divulgadas, em geral duas recebem destaque:
>>>Em 1912, quando Senadores lusitanos receberam a notícia da morte do Barão do Rio Branco, Ministro das Relações Exteriores do Brasil, pessoa querida em Portugal, em 10 de fevereiro do mesmo ano, resolvem manterem-se em silêncio por dez minutos;
>>>Com duração de cinco minutos, proposto em um artigo na edição de 8 de maio de 1919 do jornal London Evening News pelo jornalista australiano Edward George Honey, com o objetivo de celebrar o Dia da Memória Nacional, em honra ao tratado que encerrou a Primeira Guerra Mundial. O rei George V, do Reino Unido, simpatizou-se com a idéia e, em novembro daquele ano, decretou dois minutos de silêncio em homenagem aos soldados britânicos mortos em combate.